Procure no JP

terça-feira, 10 de abril de 2018

Empate do Mauá FC no seu primeiro jogo oficial na Segundona

Texto e fotos: Fernando Martinez


A sessão matutina de futebol do domingo pelo Campeonato Paulista da Segunda Divisão era bastante esperada pelo que vos escreve. Pela primeira rodada do Grupo 5, o genial Barcelona Capela fez sua estreia no certame jogando contra o novato Mauá FC, que fez no gramado do Estádio Conde Rodolfo Crespi sua estreia em jogos oficiais.

Essa é a nona temporada que o onze paulistano disputa desde 2004, primeiro ano no profissionalismo, a quarta consecutiva. Levando em conta toda a dificuldade em se manter um time pequeno na capital paulista, podemos dizer mais uma vez que o Elefante é vitorioso antes mesmo de entrar em campo.

Desde 2015, ano do retorno, a agremiação da Zona Sul alternou os mandos de campo no Nicolau Alayon e na Rua Javari. Em 2018 a cancha grená volta a ser a casa do Barcelona. Nas três temporadas anteriores você viu todos os compromissos do clube como mandante aqui no JP e a ideia é manter isso nesse ano. Não será fácil, mas vamos em frente!

Fundado em 23 de outubro de 2017, o Mauá Futebol Treinamentos e Esportes debuta na última divisão na atual temporada como rival do tradicional Grêmio Mauaense. Boa parte dos responsáveis pela Locomotiva até o ano passado agora fazem parte da nova agremiação da cidade, o time 676 a fazer parte da minha Lista.


Barcelona Esportivo Capela Ltda. - São Paulo/SP


Mauá Futebol Treinamentos e Esportes (na sua primeira foto oficial da história) - Mauá/SP


Trio de arbitragem designado para a peleja com o árbitro Camilo Morais Zarpelão e os assistentes Leandro Matos Feitosa e Domingos da Silva Chagas. Na foto, também os capitães dos times

Um ótimo quórum de amigos marcou presença nessa histórica peleja, afinal, não é sempre que temos a chance de ver a primeira apresentação oficial de uma agremiação. Nas minhas mais de 2.860 partidas foi apenas a 12ª vez que isso aconteceu, a primeira desde 2013. O público compareceu em número interessante, 274 pagantes, só que o que se viu em campo foi um terror digno dos bons filmes de Vincent Price.

Já cobri vários jogos ruins através dos tempos, porém os 90 minutos do domingo já fazem parte do seleto Top 5, talvez Top 3 de piores pelejas da minha vida. Fica difícil escrever sobre o que (não) se viu no gramado. Tudo bem que o campeonato está começando, que os atletas são jovens, que existia a pressão da estreia... isso nós sabemos. Só que não acho que seja desculpa suficiente para a absoluta falta de inspiração de todos os atletas de linha.

Não vimos nenhuma chance de gol, nenhuma defesa dos goleiros, nenhum lance digno de registro. Não é nenhum exagero, não teve nada mesmo. Se não fosse o sempre animado bate-papo com os inúmeros amigos presentes, certamente teria dormido profundamente em alguma cadeira da parte coberta da Javari.


Goleiro do Barcelona saindo todo esquisito da área em ataque do Mauá


Lance ofensivo do onze visitante dentro da área do Elefante


Zagueiro paulistano se preparando para mandar a pelota na Rua dos Trilhos


Arqueiro local subindo sozinho para fazer a defesa


Disputa de bola no campo de defesa do Mauá


Mais uma bola alçada na área do Barcelona

O placar final de um jogo assim não poderia ter sido outro: Barcelona 0-0 Mauá FC. Muita coisa ainda pode e provavelmente deve mudar no decorrer da campanha, mas a imagem deixada na estreia de ambos foi a pior possível. Esperamos que ambos possam encontrar a tal inspiração nos compromissos seguintes.

Feliz por ter colocado mais uma equipe na Lista, porém incomodado com a partida horrorosa, saí da casa do Moleque Travesso e fiz uma boquinha com a rapaziada num bar perto dali. Na parte da tarde não teve final do Paulistão no cronograma, e sim um duelo perdidaço pelo estadual feminino no Pacaembu.

Até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário