Procure no JP

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Portuguesa joga mal mas vence o XV de Piracicaba pelo Paulistão

Opa,

Dando uma pausa no carnaval regado a muito rock and roll e jazz, vamos agora com os posts das duas partidas em que estive presente na sexta e sábado passados. Em plena sexta-feira de carnaval enfrentei a multidão que saía da capital paulista e segui até o Canindé para fazer minha estreia na casa rubro-verde em 2012. Para isso, escolhi um jogo simplesmente genial: Portuguesa x XV de Piracicaba, pela 8ª rodada do Campeonato Paulista.

Para quem acompanhou o futebol nos anos 80, não tem como ouvir falar de um jogo da Lusa contra o onze piracicabano e não se lembrar do "jogo do gato", válido pelo Paulistão de 1988. No dia 18 de maio daquele ano, enquanto o rubro-verde perdia por 1x0 para o Nhô Quim, um gato supostamente entrou sem querer na caixa de luz do estádio, tomou uma descarga de 13.000 volts e morreu na hora. Só que o azarado felino fez com que a iluminação do estádio falecesse junto com ele. O jogo foi então paralisado aos 5 do segundo tempo.


Imagem clássica do azarado felino que morreu após entrar na caixa de luz num Portuguesa x XV de Piracicaba em 1988. Reprodução: Revista Placar.

Essa derrota deixaria a Portuguesa longe da disputa por uma vaga na segunda fase daquele certame, e a FPF resolveu então marcar novo jogo, já que o limite de dois terços ainda não tinha sido atingido. Na nova partida, disputada desde o início, a Lusa venceu por 1x0 (o time perdeu a vaga posteriormente). Por isso existem várias "teorias da conspiração" que dizem que o pobre felino foi jogado de propósito na caixa de luz. Obviamente nada foi confirmado, mas que é uma história fantástica, isso é.

Para essa nova edição do "clássico do gato", saí de casa super atrasado, já que a dormidinha na parte da tarde durou mais tempo do que o previsto. Cheguei no metrô Armênia e dali peguei um rápido táxi até o Estádio Osvaldo Teixeira Duarte. A movimentação de pessoas era quase nula, fazendo com que muitos nem tivessem noção que aconteceria um jogo do Paulistão 2012 por ali.


Jogadores da Portuguesa e do XV de Piracicaba espalhados pelo gramado do Canindé. Foto: Fernando Martinez.

Também não era pra menos, já que a declamada "Barcelusa" no segundo semestre de 2011 ainda não voltou das férias, e a equipe vem jogando o Paulistão sem acertar o pé. Antes da rodada, a equipe ocupava apenas a 12ª posição. O XV também faz um campeonato decepcionante, e antes desse duelo contra a Portuguesa estava na zona de rebaixamento. Essa posição deixa a sempre fanática torcida piracicabana com calafrios.


Início de ataque piracicabano pela esquerda. Foto: Fernando Martinez.

O Nhô Quim também está longe de uma das duas vagas para a Série D do Brasileiro, uma disputa nunca citada pela grande mídia. Nove times disputam as duas vagas disponíveis para o estado de São Paulo no quarto nível nacional, mas o time tem que se preocupar mesmo em sair da incômoda posição em que se encontra. Só que se depender do futebol mostrado no gramado do Canindé, isso será muito difícil.


Falta para a equipe visitante ainda no primeiro tempo. Foto: Fernando Martinez.

Junto com os amigos Luiz Fôlego e o Álvaro Filho, que encontrei nas arquibancadas do estádio, vi um jogo muito abaixo da média, num ritmo mais propício para a quarta-feira de cinzas, e não do primeiro dia da folia. O primeiro tempo foi muito fraco e poucas vezes vimos a pequena torcida presente ter motivos para soltar o famoso "uuuuhhh".


Chance da Portuguesa pelo alto na etapa final. Foto: Fernando Martinez.

O primeiro tempo terminou sem a abertura do placar, e a segunda etapa começou no mesmo esquema. Mas aos 13 minutos, logo depois eu ter soltado um "esse jogo tá com cara de 0x0", a Portuguesa marcou o seu gol só para que eu queimasse a língua. Henrique fez grande jogada pela direita e cruzou para a área. Danilo, fazendo sua estreia, matou com classe, tirou do zagueiro e tocou na saída do goleiro.


Saída de bola do Nhô Quim, e ao fundo a boa presença da torcida alvinegra no Canindé. Tudo bem, eles chegaram aos 15 do segundo tempo, mas vale mesmo assim. Foto: Fernando Martinez.

A peleja até que ficou um pouquinho mais animada, e o XV quase empatou numa boa investida por volta dos 20 minutos. Mas o onze local levou o jogo em banho-maria e conseguiu segurar na base da garra mais três pontos. Final de jogo: Portuguesa 1-0 XV de Piracicaba. Com essa vitória, a Lusa subiu três posições e agora ocupa a 9ª posição. Já o XV, ainda com apenas um triunfo em oito jogos, continua na 17ª posição. Se o campeonato acabasse hoje, Paulista e Mogi Mirim teriam vaga na Série D.

Depois do jogo ainda arranjei forças para ir numa ótima lanchonete na região da Avenida Paulista fazer uma boquinha com amigos, já que não tinha comido nada o dia todo. A madrugada ainda trouxe mais um jogo da NBA, e o sábado reservou mais uma parada futebolística na minha busca pelo 2000º jogo em todos os tempos.

Até lá!

Fernando

2 comentários:

  1. 2000 jogos... fantástico!!! eu estou chegando nos 500 ainda! Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Parabens pela narrativa

    ResponderExcluir