Procure no JP

segunda-feira, 19 de março de 2007

Jogo imperdível e histórico no Canindé

Fala pessoal!

No sábado à tarde, depois do jogo de manhã em Mauá, foi a vez de curtirmos uma partida que não rolava desde 1959 em Campeonatos Paulistas. É, um bom quórum do JOGOS PERDIDOS foi para o Canindé mesmo com chuva e frio, acompanhar pelo Campeonato Paulista da Série A2 o imperdível jogo entre Portuguesa e Nacional. Um jogo extremamente tradicional, e um "clássico" paulistano que aconteceu pela última vez (obviamente sem contarmos amistosos, Copas, torneios em geral) em 20 de dezembro de 1959, ano em que o Naça caiu e nunca mais subiu para o nível principal do Paulistão.


Placar no início do jogo entre Portuguesa e Nacional. Essa partida, válida por Campeonatos Paulista, nunca tinha acontecido antes no Canindé, inaugurado em 1972. Foto: Fernando Martinez.

Eu, Jurandyr, Orlando, Mílton e David fomos no Canindé para ver esse jogo histórico. E a Portuguesa ainda nos presenteou jogando com seu uniforme número 3 dourado, pois com certeza não veremos tantos jogos da Lusa com essa camisa. E das arquibancadas molhadas do Canindé vimos um belíssimo jogo de futebol, com certeza entre meus cinco melhores de 2007.


David, Jurandyr, Mílton e Orlando tomando chuva nas arquibancadas do Canindé. Foto: Fernando Martinez.

A Portuguesa começou bem, jogando em cima do Nacional, mas sem criar chances agudas de gol. O Nacional, precisando desesperadamente da vitória, era dominado pelo time lusitano. E mesmo com esse panorama, a Portuguesa só abriu o placar aos 38 minutos da primeira etapa. E foi um golaço do bom goleiro Tiago. Em cobrança de falta na entrada da área, ele bateu com categoria no canto esquerdo do goleiro do Naça e abriu o placar.


Ataque da Portuguesa no primeiro tempo de jogo, aonde não encontrou muita resistência do time da Barra Funda. Foto: Fernando Martinez.

Logo na sequência a Lusa ainda marcou o segundo. Aos 42 minutos, o jogador Joãozinho chutou firme e colocou dentro das redes do time ferroviário. Jogo no intervalo e vantagem rubro-verde por 2 a 0. Na volta para o segundo tempo, o Nacional voltou buscando uma reação histórica no Canindé. Aos 6 minutos marcou seu primeiro gol com o jogador Adi batendo duas vezes um pênalti - vale registrar que o primeiro foi defendido brilhantemente pelo goleiro Tiago - e deixando a torcida do Naça esperançosa.


Detalhe do primeiro gol do Nacional na partida, através do jogador Adi. Foto: Fernando Martinez.

E na hora que o time do Nacional mais precisava, o goleiro do time Pablo, numa tarde infeliz, começou a se tornar o responsável pela derrota do time azul. Aos 13 minutos, em chute fraco pela esquerda do jogador Wílton Goiano, o goleiro - talvez pelas luvas molhadas - deixou a bola escapar das suas mãos e a bola entrou calmamente no gol. Portuguesa 3 a 1.


Zaga do Nacional livra perigo de dentro da sua grande área. Foto: Fernando Martinez.

Mas o jogo, num ritmo frenético, não finalizou suas emoções por aí. O Nacional foi com tudo pra cima da Lusa e chegou ao segundo gol aos 17 minutos, novamente com o jogador Adi aproveitando rebote de Tiago. E nos minutos seguintes, o Nacional quase chegou ao empate suado no Canindé.

Só que nesse momento o goleiro Pablo novamente deixou seus torcedores indignados. Aos 32 minutos, em chute fraco e despretencioso do jogador Alexandre, ele deixou a bola passar por debaixo do seu corpo. O coro de "frangueiro" pela torcida da Portuguesa foi inevitável... Lusa 4 a 2. E o quinto gol da Portuguesa não tardou, e aconteceu aos 35 minutos, novamente com o jogador Alexandre e novamente com falha do goleiro Pablo.


Detalhe geral do jogo entre Portuguesa e Nacional, no segundo tempo. Foto: Fernando Martinez.

Sem forças para reagir, o time do Nacional nada mais apresentou até o final da partida. Final de jogo: Portuguesa 5-2 Nacional. Com esse resultado a Portuguesa se classificou para a semi-final da A2, aonde tem enorme chance de subir novamente para a A1. Já o Nacional ainda luta contra o rebaixamento, e tem jogos complicadíssimos agora.

Depois do jogo, voltei para casa ensopado, e com tanta chuva nada mais me restava a fazer do que ficar na paz, curtindo a chuva com bons filmes na TV. E depois desse jogo, a minha próxima pedida é acompanhar jogos incríveis num estado já visitado pelo JP, mas que sempre rende bons jogos. É, quarta-feira estou fora de São Paulo para uma semana "perdida" e regada à futebol. Fiquem ligados!

Abraços

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário