Procure no JP

terça-feira, 16 de maio de 2006

JP na Segundona Gaúcha (parte 1 de 3)

Fala pessoal!

É, não apareci aqui ontem graças à situação de guerra civil que rola na cidade de São Paulo, por isso não postei nada do que fui ver no sábado e domingo. Acompanhei in loco três partidas da Segunda Divisão. Aí vocês perguntam: "Mas não teve rodada da segundona em SP por causa do dia das Mães, certo?". Certíssimo, mas eu acompanhei três jogos da Segunda Divisão... do Campeonato Gaúcho (!).

Isso mesmo, na sexta de madrugada fugi até a cidade de Porto Alegre com a missão de ver três partidas geniais na capital do estado e no interior. Para isso, cheguei de manhãzinha em Porto Alegre e já fui me alojar num hotelzinho no centro. Tudo bem que o hotel parecia saído daqueles filmes no Bronx nova-iorquino dos anos 70, com luz laranja nos corredores e algumas primas na porta à noite. Mas como eu não estava lá para aproveitar o hotel, achei genial.


Escudinhos do Porto Alegre FC e do Ypiranga FC. Fonte: Arquivo Pessoal.

Depois de uma descansadinha, segui até a Avenida Borges de Medeiros, aonde passava o ônibus para a primeira parte dessa saga. Peguei o ônibus 267 (acho que é esse o número) com destino ao bairro do Lami Velho, para chegar (depois de uma hora e meia) até o Lami Parque e curtir um fantástico jogo entre Porto Alegre FC (ex-Lami) e Ypiranga de Erechim.


Placa na porta do estádio informando o jogão. E aonde ficava um outdoor informando sobre os planos do Lami, agora fica o escudo do Porto Alegre FC. Fotos: Fernando Martinez.

Já tinha aparecido por lá em 2004, num jogo entre o velho Lami e o time do Sapiranga, por isso foi fantástico poder voltar àquele local. Hoje em dia o estádio está bem mais arrumadinho do que estava em 2004, e as acomodações, mesmo que simples, são confortáveis. Bom, agora falando do jogo, seguem as tradicionais e nunca antes publicadas na internet, fotos dos times posados:


Porto Alegre FC - Porto Alegre/RS. Foto: Fernando Martinez.


Ypiranga FC - Erechim/RS. Foto: Fernando Martinez.


Trio de arbitragem juntamente com os capitães das equipes. Notem que o capitão do Porto Alegre é o velho Almir, ex-Santos e São Paulo. Foto: Fernando Martinez.

Pude presenciar uma bela partida de futebol por lá, com muita raça e dedicação dos dois times e um nervosismo à flor da pele em ambos os lados. No primeiro tempo, o time do Porto Alegre começou tentando dominar as ações, mas esbarrava na falta de pontaria e boa marcação do Ypiranga. Aos poucos o Ypiranga foi se soltando, e logo ele que dominava o jogo.

Esse domínio acabou sendo traduzido na marcação do primeiro gol dos visitantes. Numa boa jogada pela direita, o lateral-direito Ruan chutou sem chances para o goleiro do Porto Alegre e fez 1 a 0 no placar, isso aos 19 minutos.


Detalhe do primeiro gol do Ypiranga, em belo chute do lateral Ruan. Foto: Fernando Martinez.

Por todo o primeiro tempo, o jogo permaneceu com um leve domínio do time de Erechim, mas sem que o time ampliasse o marcador. O time da casa não conseguia reagir e chegava sem perigo à meta do time verde e amarelo. O jogo foi com a vantagem mínima do Ypiranga para o intervalo.


Lance perigoso no ataque do Ypiranga no primeiro tempo da partida. Ao fundo, o belo céu azul da tarde de Porto Alegre. Foto: Fernando Martinez.

No segundo tempo o jogo foi ainda melhor, com o Porto Alegre indo pra cima e tentando virar a partida. Pena que o time tenha jogado de forma desordenada e nervosa. A equipe perdeu várias chances de empatar o jogo por pecar na última bola. Então, o Ypiranga, que só estava se defendendo, acabou achando seu segundo gol aos 20 minutos. Num contra-ataque, a bola foi cruzada na área e o jogador Reinaldo, sozinho e livre de marcação, só empurrou para as redes. Gol inesperado no Lami Parque.


Lance do ataque do Porto Alegre no segundo tempo. Notem que a bola paralisou o defensor do Ypiranga, o deixando completamente sem ação. Foto: Fernando Martinez.

Depois desse gol o Porto Alegre se lançou com os 10 jogadores no ataque e buscou na marra o empate. Aí que a partida ficou até um pouco violenta, com lances ríspidos, muita discussão entre os atletas do time, e expulsões. O goleirão do verde e amarelo sobrava no jogo e praticou uma série de defesas magistrais, impedindo à marcação do gol do Porto Alegre.

Mas de tanto insistir, o time chegou ao seu primeiro gol. Aos 40 minutos, depois de uma cobrança de escanteio (escanteio conseguido depois de uma defesa fantástica do goleiro do Ypiranga), o zagueiro Bruno subiu e ganhando da marcação fez o primeiro gol do PAFC.

Festa em campo, e muita pressão até o final. Depois de mais um lance em que a bola bateu na trave duas vezes e o goleiro do Ypiranga praticou mais um milagre, em outro escanteio, aos 44 minutos, o mesmo Bruno subiu e colocou a bola no cantinho direito do goleirão e milagrosamente empatou a partida.


Lance do empate que parecia impossível para o time do Porto Alegre, no final do jogo contra o Ypiranga. Foto: Fernando Martinez.

Daí pra frente foram mais 4 minutos de sofrimento, com mais chances para o Porto Alegre, mas no final o jogo acabou assim mesmo: Porto Alegre 2-2 Ypiranga. O Porto Alegre sobe para quarto lugar na sua chave e ainda tem grandes chances de se classificar ao Octogonal Final da Segundona do Gauchão. Já o Ypiranga busca apenas se despedir bem da competição.


Entrada no Lami Parque... ou melhor, Porto Alegre Parque. Foto: Fernando Martinez.

Depois do jogo, voltei ao ermo e distante ponto de ônibus para voltar ao centro de Porto Alegre. Quase duas horas depois, fui passear um pouquinho por lá, curtir a bela noite porto-alegrense e me preparar para a rodada dupla do domingão.

Daqui a pouco tem mais.

Fernando

Nenhum comentário:

Postar um comentário